sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Sem gritaria.De onde vieram os emails?

Ouvi atentamente os advogados do Inter falando durante 45 minutos.
Disseram que os emails são verdadeiros.
Nenhuma pergunta.
Zero pergunta.
Falaram soberanamente.
O povo quer saber.
Por que a CBF fez isto?
A CBF é idiota?
Será que a CBF já não sabe que os emails são falsos?
Encontrei a Dona Isaurinha de 92 anos na fruteira do Juca na Avenida Venâncio aires.ela me disse:
"A CBF fez isto para obrigar os advogados do Inter a dizerem de onde vieram os emails!"
A Dona Isaurinha percebeu o que a IVI não quis perguntar.
corre a boca miúda e graúda no centro do pais que os emails são forjados.
Pelo visto a IVI não está interessada na veracidade dos emails.
Mas lá no STJD os brilhantes advogados vermelhos vão ter que mostrar onde a porca torce o rabo.
Boa sorte para eles.

CHAPA FERVENDO

Obrigado pelo apoio Leandro. Dirigentes passam, mas o clube permanece.

Rafael Vermelho Colling e o fundo do poço

A grande dúvida sobre o desempenho da gestão Vitório Píffero é onde, exatamente, fica o fundo do poço, onde termina.

DE ARREPIAR

http://espn.uol.com.br/video/653432_de-arrepiar-minuto-de-silencio-une-jornalistas-e-jogadores-e-leva-torcedores-as-lagrimas

Cruzes.Que fase!

http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2016/12/rever-ignora-drama-do-inter-na-reta-final-do-ano-torcida-so-para-o-fla.html

Bomba.Rebaixamento do Inter para C ou D?

Recomendamos a leitura da nota oficial da CBF na postagem anterior.
A rádio Gaúcha já informou que se forem comprovadas as denúncias o Inter está rebaixado.

RW,
A notícia da falsificação de e-mail ou a base da denúncia do Internacional ser baseada em documento falso, pode resultar em pena de suspensão do clube.
A pena prevista no art. 234, do CBJD, prevê suspensão de 180 à 720 dias.
Isso significa que se confirmada a acusação da maior entidade do futebol brasileiro CBF, sim é uma acusação, o co-irmão, poderá ser rebaixado para a série C ou D.
RK.

A vergonha.Nota oficial da CBF.Documentos falsos

http://www.cbf.com.br/noticias/a-cbf/nota-de-esclarecimento-10?ref=latestnews#.WEsNLtIrI2w