terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

Cacau e Neca.Sandro Goiano e Lucas.O universo das pipocas em parte da torcida do Grêmio.



Encontrei João Porrada ontem.
Estava muito brabo comigo.Por causa do post de Neca.
Todo cuidado é pouco ao encontrar João Porrada.
Sempre está acompanhado de seu cachorro que atende pelo nome de Cocitão.
Resultado de imagem para cachorro furioso
Gritava! Dizia:
"Cacau corria e Neca ficava na "sombra e água fresca" esperando um golo.Era pipoqueiro!"
Bah!
Maldita hora que fui fazer este post do Neca.Era um baita jogador.Mas não teve a sorte e tempo para escapar do terremoto das pipocas que parte da torcida do Grêmio tem no seu DNA.
Telê Santana salvou Tarciso.Era chamado de "pipoqueiro.
Berravam : " Não faz gol em Grenal"
Luan está na história do Grêmio.Foi protagonista das principais conquistas do clube nos últimos anos.Mas não escapou dos ataques de pipocas em um passado recente.
João Porrada estava irritado.
Gritou 50 vezes o nome de Cacau.E dizia: " Tens que escrever um post dizendo que o Grêmio precisa de um Sandro Goiano."
Sandro Goiano é um fenômeno para parte da torcida do Grêmio.
Perguntei para João Porrada porque ele se lembra de Sandro Goiano e não lembra de Lucas Leivas que ganhou a Bola de Ouro.
A resposta foi simples: " O calção.O calção.O calção do Sandro Goiano está sempre sujo de barro.
Em tempos de Rei Arthur ainda escuto torcedor pedindo Sandro Goiano.
Parte da torcida do Grêmio é fantástica.
Em 09 de agosto de 2015 o Grêmio meteu 5 buchas no Inter.No dia 13 de agosto matou o Galo em Minas.
Mas não adiantou.João Porrada e seus amigos do Texas queriam Bobô no time.
Pediram e levaram.Bobô estava em campo contra o Joinville na partida seguinte.
Hora de rever o post de Ademir da Guia e os 20 comentários
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário