domingo, 4 de fevereiro de 2018

Santa Cruz,04 de fevereiro de 1968.1º capítulo

O Grêmio sob a Presidência de Hermínio Bittencourt conquistou o hepta-campeonato em 1968.
Foi o coroamento da série "12 em 13".
Foi neste estádio que começou a grande campanha (Plátanos)
Resultado de imagem para estadio dos platanos em santa cruz


1968 - 1º CAPÍTULO DO HEPTA - 12 EM 13

F. C. SANTA CRUZ  0 X 2  GRÊMIO  

Competição: Campeonato Gaúcho (Campeonato de Ouro) - 1ª Fase - Grupo A - 1º Turno - 1ª rodada 
Data: domingo, 4/fevereiro/1968 
 
Local: Estádio dos Plátanos, Santa Cruz do Sul
Árbitro: Agomar Martins  
Renda: NCr$ 8 930,00 (Recorde na Região)  

F. C. Santa Cruz: Silvério; Joel, Guinga, Taquari e Pitia; Vlamir (Fontana) e Paulo César; Cuca, Índio, Rudi e Sílvio; Técnico: Gaúcho 

Grêmio: Arlindo; Altemir, Paulo Souza, Áureo e Everaldo; Cléo e Sérgio Lopes; Babá (Adãozinho), Joãozinho, Loivo e Volmir; Técnico: Sérgio Moacir Torres Nunes  

Gols: Joãozinho 14min30seg e Loivo (de calcanhar) 36 do 1º tempo 

Reprodução original da época.

**Jornal Diário de Notícias (terça-feira, 6/fevereiro/1968) - 2º Caderno - página 6 - Santa Cruz: Grêmio 2 x 0 
   
     SANTA CRUZ, 5 (De Jesus Afonso, nosso enviado especial) — O Grêmio estreou bem no campeonato de 68. O hexacampeão gaúcho jogando hoje [domingo] à tarde, nesta cidade, venceu ao Santa Cruz pelo escore de 2 x 0, numa partida em que sua superioridade técnica e tática foi sempre indiscutível. A vitória final e a conquista de dois pontos positivos, na arrancada para o hepta, foram fruto de um trabalho coletivo melhor organizado durante o tempo da luta. Se houve justiça no triunfo e no placar, não se pode tirar o mérito do conjunto perdedor que foi de uma valentia a tôda prova. O Santa Cruz, caiu, é verdade. Porém, perdeu para um grande adversário e não se entregando nunca. Seus atletas suaram a valer o que, em última análise, veio valorizar ainda mais o triunfo do vencedor. 
     A partida teve um primeiro ótimo, com as duas equipes desenvolvendo bom futebol. O Grêmio sempre agressivo, em buscado gol. O Santa Cruz, mais defensivo, procurava "temperar" o meio de campo, caindo mais na retranca e, esporàdicamente, buscava o ataque em "bloco". Ora, isso deu excepcionais condições para o time de Sérgio jogar mais a vontade. Sentido que o adversário lhe temia, o Grêmio jogou como campeão. Tranqüilo, sereno e, sobretudo, equilibrado nas "fustigações" ao último adversário. Fruto evidente de seu melhor desempenho, acabou marcando dois tentos no 1º tempo que, ao final, lhe valeria a vitória. Nos primeiros 15 minutos houve equilíbrio parcial, com a boa atuação de Paulo César no meio de campo de Cuca, no ataque. A partir daí o Grêmio assumiu o contrôle do jôgo. Cléo e Sérgio Lopes foram soberanos. Na retaguarda pontificava o trabalho perfeito dos zagueiros, principalmente Áureo, Everaldo e Altemir. Na linha de frente, Loivo mostrava uma lucidez impressionante, seguindo de perto por Joãozinho. Na fase final, com 2 a zero a seu favor, os tricolores conduziram o barco a seu bel prazer. Não houve tentos, mas houve esfôrço. O Santa Cruz fêz o que pôde para resistir ao ímpeto do campeão e conseguiu em parte, impedindo o acúmulo de gols. 
     O primeiro gol ocorreu aos 14 minutos e meio. Coube a Volmir, recebendo de Altemir, servir Joãozinho que entrava na área pela direita. O "pequeno polegar" fuzilou forte e rasteiro no "cantinho" abrindo a contagem.  
     Aos 36 surgiu o segundo gol, Sérgio Lopes cruzou para Volmir. O ponteiro recebeu e devolveu para a fogueira. Sérgio fêz a "deixa" e Loivo de costas para o arco, de "taco" (calcanhar) atirou sensacionalmente para o fundo das rêdes. Um golaço de Loivo: Grêmio 2 x 0. 
     Loivo foi a figura mais impressionante da partida. Com garra, disposição, grande preparo físico e ótima lucidez nas jogadas, acabou ofuscando a lembrança de Alcindo. Só o gol que fêz valeu o ingresso. Joãozinho, Áureo, Everaldo, Altemir e Sérgio Lopes tiveram destacada atuação. No Santa Cruz Cuca (o melhor), Paulo César, Rudi, Joel e Pitia. 
     O encontro que foi disputado no Estádio dos Plátanos estabeleceu novo recorde de renda e público e região: NCr$ 8 930,00.    

**Revista do Grêmio nº 41 - p. 27 - CAMPEONATO ESTADUAL - EM SANTA CRUZ: GRÊMIO 2 x 0
     A estréia do Grêmio no campeonato estadual do corrente ano teve lugar em Santa Cruz do Sul, frente ao F.C. Santa Cruz, na tarde de 4 de fevereiro. 
     A vitória veio através do escore de 2 x 0, gols de João Severiano e Loivo, aos 14 e 36 minutos. 
     Foi um comêço auspicioso, não só pelo sucesso esportivo como também pelo esplêndido espetáculo presenciado na capital do fumo cuja população prestigiou magnificamente a presença do Grêmio lotando as dependências do estádio local. Digna de destaque foi a recepção tributada pelas autoridades, agremiações e desportistas em geral, que cumularam os dirigentes gremistas e demais membros da delegação com inequívocas provas de amizade e elevado espírito de desportividade.  
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário